Desde que recebi o meu primeiro salário eu desenvolvi interesse por investimentos. Sempre soube que uma carteira de investimentos diversificada seria o segredo para ganhos de capital além da correção básica da poupança.

Mas foi apenas na metade do ano passado (2017) que percebi que eu tinha uma posição passiva com relação aos meus investimentos: Escolhia alguns fundos disponibilizados pelo meu banco, realizava a aplicação, e esquecia por algum tempo daquele dinheiro.

Resultado: Descobri que havia aplicado em fundos de investimento no ponto de alta da Ibovespa

Comprando na Alta

Apenas no final desse ano que esses fundos de investimentos começaram a ter um retorno positivo após 6 anos acumulando perdas (exceto a Petrobrás, que ainda não recuperei o que investi). Então a 8 meses atrás resolvi que estava na hora de tomar uma posição mais ativa com relação aos meus investimentos, e comecei a me aprofundar um pouco mais no conhecimento sobre mercados financeiros e de ativos.

E hoje vou contar um pouco do que aprendi sobre esses mercados.

O que são os Mercado de Ativos?

Em uma definição simples: É um local aonde se encontram pessoas querendo comprar algo e pessoas querendo vender essa mesma coisa, sendo que o preço da negociação é estabelecido por cada uma das partes.

Vou ilustrar para facilitar o entendimento:

Digamos que João quer vender uma saca de Arroz, e José quer comprar uma saca de arroz. Ambos decidem ir à Bolsa de Valores para realizar essa negociação, cada um definindo o seu preço para fechar o negócio.

Se nenhum dos participantes aceitar o preço do outro, não existe negociação.

Entretanto, esse é um mercado aberto e livre, e sendo assim, qualquer outra pessoa pode entrar na negociação. Digamos que Antônio têm duas sacas de arroz, e ao chegar no Mercado, vê a situação acima, e resolve vender as suas sacas de arroz mais barato que João.

Como o preço dele  é mais baixo, ele entra na frente de João na fila de venda.

Maria chega no mercado querendo comprar arroz de imediato, mas mesmo que por algum motivo ela desejasse pagar o preço de João (150), pelas regras do mercado ela não pode fazer isso, e assim fecha negócio imediatamente com Antônio (120). Essa ação é chamada no jargão do trade de comprar a mercado.

E assim seguem-se as negociações enquanto o pregão estiver aberto, com novos participantes tanto na compra quanto na venda entrando a todo momento.

Agora basta substituir saca de arroz por qualquer outro ativo negociado em bolsa de valores como ações, contratos futuros, títulos públicos, criptomoedas, etc., que você tem basicamente como funciona o mercado.

A diferença é apenas que cada ativo no mercado tem suas peculiaridades e as suas regras de participação e negociação, inclusive qual a ordem que é considerada para a entrada nas filas de compra e venda.

Com base nesse conhecimento é mais fácil perceber um conceito fundamental do mercado que muitas pessoas não percebem pois estão prestando atenção apenas nos indicadores:

O que movimenta o preço de um ativo é apenas a quantidade de dinheiro que está em uma das direções do mercado:
  • Mais gente comprando a preço de mercado, o preço sobe.
  • Mais gente vendendo a preço de mercado, o preço desce

No exemplo acima, quando Maria chega ao mercado, o preço da saca de arroz está a 120. Se ela comprar as duas sacas de arroz de Antônio o preço subirá para 150.

Na próxima semana vou falar sobre onde vivem os Mercados de Ativos (quais são os tipos de mercado que existem no mundo)


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: